28 abril 2016

Superação



Invictus

Out of the night that covers me,
Black as the pit from pole to pole,
I thank whatever gods may be
For my unconquerable soul.

In the fell clutch of circumstance
I have not winced nor cried aloud.
Under the bludgeonings of chance
My head is bloody, but unbowed.

Beyond this place of wrath and tears
Looms but the Horror of the shade,
And yet the menace of the years
Finds and shall find me unafraid.

It matters not how strait the gate,
How charged with punishments the scroll,
I am the master of my fate,
I am the captain of my soul.

26 abril 2016

Aumentam as Chances de Concurso pra PF ainda em 2016

policia_federal


Um dia após o anúncio de mais de 5 mil vagas ociosas, sendo a maioria administrativa, no Departamento de Polícia Federal pelo presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Carlos Eduardo Miguel Sobral, o processo que trata da consulta de verba para realização do concurso público para PF ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) voltou a tramitar dentro do órgão, um ótimo indicativo de que a PF contará com reforço de pessoal. Sobral informou que há, atualmente, nada menos que 500 cargos vagos de delegado e perito, além das posições ociosas nas demais carreiras, inclusive administrativas. “Necessitamos de urgente recomposição do nosso efetivo, para que possamos prestar nossos serviços públicos com qualidade e excelência reconhecidas pela população brasileira”, afirmou.


O presidente da Associação ainda afirmou que o departamento aguarda apenas a disponibilização de recursos orçamentários para preencher os cargos vagos. 


Na opinião do presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Jones Leal, o departamento deveria quadruplicar o quantitativo de policiais no Norte, que hoje não chega a 500. “No mínimo, na pior das hipóteses, necessita de 2 mil policiais”, afirmou. E de acordo com Leal, não está sendo cumprido o Decreto 8.326/14, que determina que os concursos para cargos policiais sejam realizados sempre que o quantidade de vagas ociosas exceder 5% do total existente para o respectivo cargo. “Os cargos de agente, escrivão e papiloscopista já excederam esse limite há muito tempo. Só no cargo de escrivão, dos que entraram pelo concurso de 2014, quase 30% já saíram”, contou ele, apontando ainda que a formação de cada policial custa R$120 mil aos cofres públicos. A última seleção para escrivão foi para 350 vagas.


Atualmente, a PF tem planos de abrir concurso para 491 vagas de delegado e 67 de perito, mas a partir do fim do primeiro trimestre do ano que vem, quando a validade do atual concurso para agente tiver expirado, o departamento já poderá convocar nova seleção para o cargo. No caso de escrivão e papiloscopista, isso já pode ser feito, mas o órgão informa não ter previsão nesse sentido.


Fonte: Policia Atualizada (editado)

17 abril 2016

O outro lado da moeda!

Fala moçada!
Sei que faz tempo que não as caras por aqui. Mas sei que sabem que a vida de quem estuda pra concurso é aquela correria contra o tempo, então sei que vão me perdoar rsrs.

Moçada achei sem querer ums série/documentário, chamado "Papo de Polícia" que mostra o outro lado de quem vive na favela, de quem vive na polícia.
O documentário é basicamente um apanhado de bate papo entre um policial civil do RJ, Beto Chaves, e as pessoas que vivem ou convivem com o complexo do alemão. A série foi gravada pouco depois da retomada/invasão/pacificação do complexo do alemão e mostra a visão das pessoas que viveram o antes e o depois.

Vale muito a pena, por que é humano. Trata as pessoas como as humanas que são e mostra as fragilidades desse sistema onde somos todos dispensáveis aos olhos do poder.


Assistam! Vale a pena essa reflexão.

Abraços e bons estudos!