20 janeiro 2016

A quem Interessar Possa


Para os que se interessarem pela opinião de um Delegado "antigão" sobre o sistema do crime, ai vai a opinião de alguém bem lúcido.


É antigo, mas ao mesmo tempo muito atual!

Operações Especiais!


Calma! Dessa vez não vou falar de nenhum grupo tático especial, não.

Vim aqui pra falar desse filme nacional, que retrata, de uma forma extremamente coerente, um problema antigo da polícia de bem nesse país.

O filme "Operações Especiais",  se passa em uma cidade no interior do Rio de Janeiro. Retrata uma mulher (Cleo Pires) que se torna policial civil e, após apenas 3 mês de corporação, é escalada para uma missão. A equipe é liderada por um delegado honesto e que opera como manda o figurino. A equipe começa a limpar a casa e se depara com um sistema nada colaborativo e lícito.

O filme mostra, ao mesmo tempo, o despreparo com o qual os policiais novos entram no mundo do combate e mostra as dificuldades que uma polícia honesta encontra ao combater o sistema criminal nesse país.

Penso que no Brasil, o que mais se alega na hora da prisão das pessoas é o critério da valoração paralela na esfera do profano. Porque, certos crimes cometidos no nosso país, são tão arraigados na nossa cultura, que muita gente nem sabe mais se são atos ilícitos, ou não. Ou então, o ato ilícito é tão comum que a maioria se esquece que é ilegal.

O filme mostra isso muito bem, mas, ao mesmo tempo mostra o dolo nas ações mais simples, a corrupção, a participação social na manutenção da criminalidade e a "inconveniência" que a honestidade policial e judicial gera para a vidinha pacata dessa cidade.

O delegado fala numa cena algo tipo: "todos querem uma polícia honesta, mas quer cumprir o Código Penal do início ao fim". Há uns anos atrás, no documentário "Notícias de uma Guerra Particular" do GNT, o delegado da Polícia Civil Dr. Hélio Luz fala algo muito semelhante e o documentário retrata justamente essa face do cumprimento da lei.

É simples, sem muitas cenas de ação como nos filmes americanos, mas vai por mim, vale a reflexão!

Abçs!







15 janeiro 2016

Motivacional


Boa tarde galera!

Em dias como o de hoje, em que a noite foi péssima, as horas não passam, a matéria ta maçante e a concentração ta a zero... Essa é a hora de fazer uma pausa e assistir o Vídeo Motivacional 1 e o Vídeo Motivacional 2.


Feito isto, respire fundo e volte aos estudos!

14 janeiro 2016

Teste de Barra fixa para mulheres é considerado inconstitucional.



Boa noite futuros Policiais! 

Li uma notícia com uma novidade jurídica, que pode mudar as exigências do TAF para as mulheres.

"Candidata ao cargo de Papiloscopista da Polícia Federal tem direito a participar das demais etapas do concurso público, independentemente de sua reprovação no Teste de Aptidão Física (TAF). Esse foi o entendimento unânime da 5.ª Turma do TRF da 1.ª Região, ao analisar apelação interposta pela requerente contra sentença da 7.ª Vara Federal do Distrito Federal, que julgou improcedente o seu pedido para prosseguir no certame."

Confira abaixo, o porquê desta decisão e como isso pode nos afetar, enquanto candidatas.

"A apelante defende que, conforme entendimento jurisprudencial dos tribunais brasileiros sobre a matéria, a exigência de realização do teste de barra fixa, na modalidade dinâmica, para mulheres, viola o princípio da isonomia, na medida em que é incompatível com a condição fisiológica feminina.
Em seu voto, o relator do processo na 5.ª Turma concordou com o argumento da requerente e afirmou que a exigência viola os princípios da isonomia, da razoabilidade e da proporcionalidade, pois é manifesta a diferença entre o homem e a mulher em sua constituição e aptidão físicas, revelando como inteiramente desarrazoada e desproporcional a exigência do teste na modalidade dinâmica para candidatas do sexo feminino.

O colegiado acompanhou, de forma unânime, o voto do desembargador, seguindo jurisprudência do TRF1 no sentido de que “tal diferença, notadamente no que tange à força física, revela-se apta a justificar a disparidade de tratamento entre pessoas do sexo masculino e feminino, como forma a dar efetividade ao preceito constitucional da isonomia. A exigência desse teste só não seria inconstitucional se justificada por inafastável necessidade para o exercício da função policial (AG 2005.01.00.029810-0/DF. Relator p/ acórdão: Desembargador Federal Fagundes de Deus. DJ de 10.8.2006, p. 103; AC 0039113-39.2004.4.01.3400/DF, Rel. Desembargador Federal João Batista Moreira, Quinta Turma, e-DJF1 p. 194 de 24/06/2011).

Assim, o relator afastou a exigência do teste para as mulheres e assegurou a participação da candidata nas demais etapas do concurso.
Processo n. º 0037107-78.2012.4.01.3400"

Fonte: Âmbito Jurídico
Notícia publicada no Blog: Perseguindo um sonho

Não concordo que sejamos incompatíveis com o teste. Mas, de fato, é bem mais complicado pra mulherada treinar para fazer a barra, que pro rapazes.

Por via das dúvidas, eu manterei meus treinos. Mas bem que poda viu... 

07 janeiro 2016

Concurso para Policia Federal - 2016 (Delta e Perito)



Sabe aquela suspensão dos concursos anunciada pelo governo no ano passado? 

Ela não te afeta!

Primeiramente, por que apesar de anunciada, ainda não foi homologada ou publicada no D.O.U., portanto, ainda não vale.

Em segundo lugar, em 10 de outubro de 2014, foi publicado o Decreto Federal 8.326 da presidência da república, eximindo o Departamento de Policia Federal de autorização por parte do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para realizar novos certames. Fica dependendo apenas de um parecer do órgão, no sentido de atestar as condições financeiras para as contratações.

De acordo com o decreto, a PF pode iniciar novo concurso sempre que o quadro de pessoal contar com uma defasagem de pelo menos 5% de servidores. Segundo a PF, o parecer do MP para novo certame já estava em andamento quando houve o anuncio do então Ministro da Economia.

Com isto, o novo concurso tem previsão de autorização ainda no primeiro trimestre desse ano (2016) e deve contar com uma oferta de 558 vagas, sendo 491 para a carreira de delegado e 67 para perito.

Então... Pau na máquina!


05 janeiro 2016

Nunca aceite não como resposta!




Existem inúmeras coisas no nosso dia-a-dia que nos desmotivam, roubam nossa energia, tiram nosso foco e nos fazem não render tanto quando poderíamos. 

No meu caso, essas coisas iam desde sentimentos negativos como medo, insegurança, ansiedade, falta de foco e disciplina, até banalidades como WhatsApp, Facebook, Instagram...

Pensando nisso, resolvi deixar o celular no silencioso longe de mim, para evitar os três últimos. Quanto aos sentimentos... Esses fazem parte do medo de não conseguir. 

Foi então que alguém me lembrou do vídeo do Arnold Schwarzenegger falando sobre o segredo do sucesso. Sei que muitos aqui já devem ter assistido esse vídeo, mas ele tem um efeito tão forte, que acho que vale a pena ver de novo. 

O vídeo está no link abaixo. Assistam!