22 julho 2013

PROVA DPF 2013


Diz ai...mas seja sincero. Quem arrepiou quando viu esse escudo na prova?

Acho que já relatei aqui algumas vezes que me desanimei quando saiu o edital dizendo que só haviam 4 vagas para minha área (Perito Área 8 - Biólogo/Biomédico). Pois é... Trabalho muito e como todo bom nerd faço muitos cursos, disciplinas e etc. Tempo sempre foi uma coisa escassa em minha vida e quando vi o edital ano passado, com tão poucas vagas, me desanimei. Reavaliei minha escolha e achei que seria melhor focar no trabalho que eu já tenho, que ficar me matando pra passar num prova, prova essa que pouco depois foi suspensa. Assim fiz. Deixei um pouco de lado essa coisa de fantasiar com a vida futura na PF e fui correr atras do presente. 

Entretanto, ontem fui fazer a prova, para a qual havia me inscrito há um ano atras, e enquanto eu esperava a abertura dos portões, passou aquela L200 da PF e meu olho já brilhou. 

De lá, desce uma mulher bonitona com a famosa camisa preta  e com "ela"... a Glock 17 na cintura. 
Fiquei olhando pra ela igual criança olhando pra Xuxa (kkkk). Percebi que a maioria ali, sequer notou a presença dela, ou da camionete... Pensei comigo "O quê que esse povo ta fazendo aqui?" Só consegui rir. 

Fui pra sala fazer a prova e quando a moça me entregou o caderno de prova... Eu vi o escudo. Arrepiei na hora. Juro que me senti olhando pra foto de alguém que eu gosto, mas não vejo a muito tempo. Foi nostálgico. Passei até a mão no escudo (kkkk) como se fosse um gesto de carinho.

Nessa hora eu soube (ou lembrei)... Não tem como deixar isso de lado. 
Hoje cedo já peguei o edital de agente e hoje mesmo eu começo a estudar. Quem nasceu pra carregar uma Glock não se contenta só com o facão. 




;)

18 julho 2013

A hora sempre chega


Pois é pessoal... Enfim o fim da espera. Domingo é o grande dia para os aspirantes a Delta, PCF e Escriba. 
Quanto a mim, farei a prova SIM. Mas confesso que minhas pretensões de me tornar uma Perita Criminal, por hora ficaram para trás. 
Estudar para uma prova com 100 vagas é uma coisa... 4 vagas é outra BEM diferente. Sem falar que, segundo estatísticas do CESPE, estão previstos 1318,25 candidatos POR VAGA para o cargo de Perito Biólogo ou Biomédico. 
Mas não desisti... ano que vem tem pra Agente ;)

Aos que irão fazer as provas no domingo; FOCO, CALMA, SABEDORIA E PACIÊNCIA. O que é seu ta guardado e Deus sempre tem um lugarzim especial para os que buscam com GARRA, DISCIPLINA E FÉ!

BOA SORTE! QUE PASSEM OS FORTES!

Bjs!





12 julho 2013

Postagens Removidas


Pessoal lamento informar que, por questões de segurança, precisei remover as postagens do curso do COT.



04 julho 2013

Câmara aprova indenização para policiais que atuam em áreas de fronteira

Gustavo Lima/Câmara dos Deputados
Ordem do Dia. votação da PL 4264/2012
Plenário aprovou medida para que servidores permaneçam em regiões consideradas vitais para a segurança nacional.
O Plenário aprovou nesta terça-feira o Projeto de Lei 4264/12, do Executivo, que cria indenização para policiais federais, policiais rodoviários federais e auditores da Receita Federal em exercício em localidades fronteiriças estratégicas para a prevenção, o controle, a fiscalização e a repressão de delitos.
A matéria, aprovada na forma do substitutivo da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, será votada ainda pelo Senado.
De acordo com o texto, de autoria do deputado Luciano Castro (PR-RR), os fiscais federais agropecuários e os fiscais do trabalho também terão direito à indenização se exercerem suas funções nesses locais.
A indenização será concedida, ainda, para os servidores que exercem atividades de apoio às carreiras contempladas e integrantes dos planos especiais de cargos.
Isenção
O texto de Castro prevê que a indenização não será tributada pelo Imposto de Renda. A opção por pagar essas parcelas como indenização decorre do fato de os fiscais federais receberem por meio de subsídio, sistemática de remuneração que proíbe o recebimento de gratificações adicionais.
O valor da indenização será de R$ 91 por dia de efetivo trabalho nas delegacias, postos e unidades, a serem definidas em ato do Poder Executivo.
Segundo o governo, o objetivo do projeto é criar um estímulo remuneratório para diminuir a evasão de servidores de regiões consideradas vitais para a segurança nacional.
Luiz Cruvinel
Luciano Castro
Substitutivo de Luciano Castro ampliou as categorias beneficiadas.
Apesar da política de lotação inicial nessas localidades, após alguns anos os servidores pedem remoção para outros locais com base em regulamentos administrativos ou mesmo judicialmente.
Critérios
Embora o projeto original citasse apenas o critério de dificuldade de fixação de pessoal para a escolha das localidades, o relator acrescentou outros três. Assim, o ato do Executivo deverá levar em conta os municípios localizados em região de fronteira, a existência de postos de fronteira ou de portos ou aeroportos, e a existência de unidades a partir das quais seja exercido o comando operacional sobre os postos de fronteira.
Estimativa de custos
A estimativa do governo é a concessão das indenizações para um quantitativo de 4.787 servidores no exercício de 2013, a um custo total de R$ 115 milhões.
A mudança feita pelo relator, incluindo os fiscais agropecuários, não terá, segundo ele, impacto no Orçamento porque o remanejamento poderá ser feito na quantidade total de servidores elegendo-se localidades prioritárias.
Na votação em Plenário, o PT tentou aprovar preferência para a análise do projeto original, mas foi derrotado pelos outros partidos. O argumento do governo é que não há previsão orçamentária para a inclusão dos fiscais federais agropecuários e dos fiscais do trabalho, que não teriam participado das negociações ocorridas antes do envio do projeto ao Congresso.
Os efeitos financeiros previstos no projeto valem a partir de 1º de janeiro de 2013.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Eduardo Piovesan
Edição – Pierre Triboli