28 novembro 2011

*Concursos também para perito*



Com o objetivo de preencher todo o quadro previsto em lei para a PF,
serão retomados, inclusive, os concursos para perito, cargo para o qual
não há seleção desde 2004. 

De acordo com o diretor de Gestão de Pessoal do departamento, um novo
concurso para o cargo está programado para 2013, com oferta girando em
torno de 150 a 180 vagas. Segundo ele, o número poderá variar em função
das aposentadorias. "O pedido já foi formalizado, ele só vai ser
atualizado."


O dirigente esclareceu que o departamento está trabalhando segundo as
suas possibilidades. "Estamos trabalhando o planejamento de forma anual.
O que posso fazer em 2012 é esse quadro de mil vagas. No mesmo ano já

vou estar trabalhando com a autorização para os concursos de 2013."
Fonte: Folha Dirigida on line


NOTA DA MARI:
Ai que medo que me deu agora...
Retomo minha vida de estudante amanha mesmo.

26 novembro 2011

O CONCURSO JÁ FOI AUTORIZADO...

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou nesta quarta-feira (23) que o governo federal estuda uma “maneira jurídica adequada” para melhorar os salários dos agentes da Polícia Federal que atuam nas faixas de fronteira em todo país. A gratificação é uma reivindicação de sindicatos que representam a categoria, e o ministro afirma que há orçamento para o adicional.

“Não é uma questão financeira. Estamos trabalhando nisso porque os policiais federais recebem subsídios e não podem receber gratificação. Estamos vendo a maneira jurídica adequada de remunerar melhor os que estão na fronteira. O sindicado tem legítimo direito de fazer reivindicações”, afirmou Cardozo.
Em reportagem publicada no jornal “O Estado de S. Paulo”, desta quarta, o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Marcos Wink, afirmou que o governo está protelando para 2012 a execução do Plano Estratégico das Fronteiras, 
lançado em junho pelo governo.Além do pagamento de adicional para os policiais federais lotados nas fronteiras, o plano prevê duplicação do efetivo operacional e melhoria das instalações. "O governo está literalmente nos enrolando", disse o presidente da entidade, que lidera uma operação padrão dos policiais federais nas fronteiras.

Em reposta, o ministro da Justiça garantiu que o plano está sendo “fielmente” executado conforme o anúncio feito em junho.

“É uma reivindicação sindical. No caso das fronteiras, todo o programa está sendo executado rigorosamente dentro do estabelecido, ou seja, os investimento serão feitos ao longo dos quatro anos." O CONCURSO JÁ FOI AUTORIZADO E TEREMOS INGRESSO DE QUADROS TANTO NA POLÍCIA FEDERAL QUANTO NA POLICÍA RODOVIÁRIA FEDERAL", disse Cardozo. 

O ministro da Justiça participou nesta quarta do lançamento
 do Programa Nacional de Apoio ao Sistema Prisional que pretende criar 42,5 mil novas vagas após ampliação e construção de novos presídios no Brasil. A iniciativa prevê R$ 1,1 bilhão até o final do governo da presidente Dilma Rousseff, que serão distribuídos pela União aos estados e ao Distrito Federal.

25 novembro 2011

PROTOCOLO DE AUTORIZAÇÃO PRO CONCURSO DA PF

Interessado: DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL Número do Protocolo: 08001.006642/2011-85


Assunto: SOLICITA AUTORIZAR A REALIZACAO DE CONCURSOS PUBLICOS PARA PREENCHIMENTO DE CARGOS DO DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL PARA REFORCO DAS FRONTEIRAS BRASILEIRAS OPERAÇÃO SENTINELA. 3000.006074/2010-28, 03000.006072/2010-39 E 08200.018721/2008-97

HISTÓRICO DA TRAMITAÇÃO
Data: 25/11/2011
Situação: EM TRÂMITE
Localização: CONJUR80

Data: 25/11/2011
Situação: EM TRÂMITE
Localização: CONSULTORIA JURÍDICA - MP

Data: 25/11/2011
Situação: EM TRÂMITE
Localização: ASSESSORIA TÉCNICA E ADMINISTRATIVA - ASTEC/GM

Data: 25/11/2011
Situação: EM TRÂMITE
Localização: GABINETE DO MINISTRO - GM/MP

Data: 25/11/2011
Situação: EM TRÂMITE
Localização: SECRETARIA DE GESTÃO - SEGES/MP

Data: 10/08/2011
Situação: EM TRÂMITE
Localização: DEPARTAMENTO DE MODERNIZAÇÃO INSTITUCIONAL - DMI/SEGES

Data: 10/08/2011
Situação: EM TRÂMITE
Localização: SECRETARIA DE GESTÃO - SEGES/MP

Data: 10/08/2011
Situação: EM TRÂMITE
Localização: SECRETARIA DE GESTÃO - SEGES/MP

Data: 09/08/2011
Situação: EM TRÂMITE
Localização: ASSESSORIA TÉCNICA E ADMINISTRATIVA - ASTEC/GM

Data: 09/08/2011
Situação: CADASTRADO
Localização: GABINETE DO MINISTRO - GM/MP


Tem gente enfartando agora!Hahahaha


Reparem que o concurso é para reforçar a equipe da Operação Sentinela


Essa operação é um esforço conjunto da PF com as Forças Armadas, Força Nacional, Secretaria de Segurança Pública dos estados, Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal e Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - Censipam e tem como objetivo reprimir de modo eficaz, os crimes transnacionais, como o tráfico internacional de armas de fogo, munições e explosivos, contrabando e descaminho, exportação ilegal de veículos e imigração ilegal de estrangeiros pela fronteira seca do Brasil. Inaugura-se uma nova fase no controle das fronteiras, com integração e cooperação permanente entre órgãos federais e estaduais no combate aos ilícitos transnacionais.

SE LIGA 1: A Operação Sentinela está presente em todos os estados da linha de fronteira do Brasil.


SE LIGA 2:  O Ministério da Justiça vai firmar parcerias com os onze estados de fronteira para fortalecer as ações de segurança em pontos de divisa com outros países. Serão investidos R$ 35 milhões em 68 municípios vulneráveis, apontados pelos estados e por estudos da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), ligada ao ministério. Por meio da Secretaria Estadual de Segurança Pública, cada Unidade Federativa poderá apresentar uma proposta de parceria até o dia 13 de novembro.

A iniciativa foi divulgada por meio da Portaria nº 41 da Senasp, publicada na terça-feira (25) no Diário Oficial da União (DOU). Acre, Amazonas, Amapá, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul e Santa Catarina receberão recursos para o reaparelhamento da forças policiais dos municípios fronteiriços mais críticos de cada estado.

Os recursos devem ser usados na estruturação de núcleos de inteligência, reaparelhamento de centros integrados e/ou unidades das polícias militares, civis e da perícia, fortalecimento da segurança em rios, lagos e canais e na instalação de outros órgãos ou estruturas para o fortalecimento à repressão dos crimes fronteiriços e transnacionais. (Fonte: Portal do MJ)

22 novembro 2011

Quem ajudou a destruir o Rio de Janeiro?

No momento em que se celebra a "ocupação" da favela da Rocinha, sem explicar por que o Rio de Janeiro tolerou o controle exercido por uma década pelos traficantes, em uma comunidade de quase meio milhão de pessoas, é hora de reler o artigo do jornalista carioca Sylvio Guedes. Radicado em Brasília, ele foi editor-chefe dos principais jornais da capital. O título do artigo é "Eu ajudei a destruir o Rio de Janeiro":

É irônico que a classe artística e a categoria dos jornalistas estejam agora na, por assim dizer, vanguarda da atual campanha contra a violência enfrentada pelo Rio de Janeiro. Essa postura é produto do absoluto cinismo de muitas das pessoas e instituições que vemos participando de atos, fazendo declarações e defendendo o fim do poder paralelo dos chefões do tráfico de drogas.
Quando a cocaína começou a se infiltrar de fato no Rio de Janeiro, lá pelo fim da década de 70, entrou pela porta da frente.
Pela classe média, pelas festinhas de embalo da Zona Sul, pelas danceterias, pelos barzinhos de Ipanema e Leblon.
Invadiu e se instalou nas redações de jornais e nas emissoras de TV, sob o silêncio comprometedor de suas chefias e diretorias.
Quanto mais glamuroso o ambiente, quanto mais supostamente intelectualizado o grupo, mais você podia encontrar gente cheirando carreiras e carreiras do pó branco.
Em uma espúria relação de cumplicidade, imprensa e classe artística (que tanto se orgulham de serem, ambas, formadoras de opinião) de fato contribuíram enormemente para que o consumo das drogas, em especial da cocaína, se disseminasse no seio da sociedade carioca – e brasileira, por extensão.
Achavam o máximo; era, como se costumava dizer, um barato. Festa sem cocaína era festa careta.
As pessoas curtiam a comodidade proporcionada pelos fornecedores: entregavam a droga em casa, sem a necessidade de inconvenientes viagens ao decaído mundo dos morros, vizinhos aos edifícios ricos do asfalto.
Nem é preciso detalhar como essa simples relação econômica de mercado terminou. Onde há demanda, deve haver a necessária oferta. E assim, com tanta gente endinheirada disposta a cheirar ou injetar sua dose diária de cocaína, os pés-de-chinelo das favelas viraram barões das drogas.
Há farta literatura mostrando como as conexões dos meliantes rastaquera, que só fumavam um baseado aqui e acolá, se tornaram senhores de um império, tomaram de assalto a mais linda cidade do país e agora cortam cabeças de quem ousa lhes cruzar o caminho e as exibem em bandejas, certos da impunidade.
Qualquer mentecapto sabe que não pode persistir um sistema jurídico em que é proibida e reprimida a produção e venda da droga, porém seu consumo é, digamos assim, tolerado.
São doentes os que consomem. Não sabem o que fazem. Não têm controle sobre seus atos. Destroem famílias, arrasam lares, destroçam futuros.
Que a mídia, os artistas e os intelectuais que tanto se drogaram nas três últimas décadas venham a público assumir:
“Eu ajudei a destruir o Rio de Janeiro.”
Façam um adesivo e preguem no vidro de seus Audis, BMWs e Mercedes.

19 novembro 2011

PF em 2012


Ta bom galera, tem muito tempo que não faço um post de incentivo. Ando meio desanimada com essa coisa de trabalhar pra caramba, não ter reconhecimento e ainda bancar a mãe da minha irmã mais nova (que é difícil pra caramba de conviver), por que meus pais estão ocupados demais com a vida deles pra cuidar de qualquer um dos 6 filhos que tiveram. Ai sobra sempre pra mais velha (que ta de saco cheio disso).


Bom...Enfim...Esses dias tem tanta coisa acontecendo e tantos pedaços do mundo desabando a minha volta que resolvi fazer a única coisa que sei fazer nessas horas: Levantar a cabeça, sacudir a poeira e planejar a próxima estratégia.


Ontem a noite estava na casa de um amigo, que possui uma das maiores lojas de armas de Minas Gerais e ele estava me mostrando as armas da Taurus e falando de munição, praticas de tiro, etc.
Como ele vende armas, conhece muitos policias e estava me contando alguns casos sobre suborno policial, assassinato de bandidos, cumprimento do dever na base da força bruta...essas coisas. Ouvi casos sobre o filho do empresario Eike Batista, Thor (que é amigo dele), que faz o que quer e nada lhe acontece, pessoas ricas que tem tratamento diferente.


Eu estava com um revolver 38 na mão ouvindo aquilo e pensando: Sempre soube que essas coisas acontecem, mas não ta certo isso. Não é pra ser assim. Na mesma hora passou uma reportagem no jornal falando de uma investigação da PF de crimes ambientais na extração de petróleo (foi só o que deu pra entender). 


Acordei hoje com um animo diferente, um gosto de quero mais na boca. Não é vontade de consertar o mundo, e vontade de fazer a MINHA PARTE.

Esse concurso é um dos mais difíceis e concorridos do país, tinha que ser né, Murphy não me da folga. 
Tem dias que da vontade de desistir, de fazer outras coisas, mas o olho sempre brilha quando vejo a camisa preta com as inscrições  POLICIA FEDERAL em amarelo. Mas como tudo que é suado é melhor, bora suar essa camisa de 2012 taí.


Vamos correr mais, fazer mais barra, flexão, salto, Direito Penal, Administrativo, Processual Penal....vamo que vamo. 


Tinha um namorado que dizia que ficava intrigado de ver como que apesar da falta de estrutura familiar, financeira e todos os problemas que eu tinha, eu estava sempre firme. Às vezes tinha momentos de desânimo, quem não tem, chorava e queria desistir, mas passado o desabafo, enxugava as lágrimas e seguia. Ele diz que eu sou um rochedo. Não acho que seja verdade. A verdade é que sou teimosa como uma mula e forte como um touro na minha determinação.
E me digam, qual é o animal simbolo da maior fabricante de armas do Brazil??


DEIXA COMIGO GALERA, 2012 IT'S NUI NA ANP....SANGUE NO OLHO, SUOR NA CAMISA E GLOCK NA CINTURA...SEGURAAAAAAAAAAAAAAA

11 novembro 2011

Pacificação da Rocinha

Dando continuidade a pacificação das favelas cariocas, deu-se inicio a ocupação da favela da Rocinha. A favela é a única grande área desta porção da cidade ainda sob controle de traficantes de drogas. A prisão do traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha, na madrugada desta quinta-feira, foi talvez o maior lance de sorte do Governador Sergio Cabral, do secretário de Segurança José Mariano Beltrame e dos policiais envolvidos na ação. Coronel Pinheiro Neto, chefe do Estado Maior operacional da PM do Rio, rejeitou a expressão “invasão” da Rocinha durante a coletiva da manhã desta quinta-feira. “Quem invadiu a Rocinha foram os traficantes. Nós vamos recuperar aquela área”, disse.

Mas o momento mais comemorado foi a TENTATIVA de suborno que o traficante realizou ao ser reconhecido. Quando o veiculo em que tentava fugir foi capturado na Lagoa, próximo à Rocinha, enquanto tentava escapar ajudado por três homens. O motorista se identificou como sendo Cônsul honorário da Republica do Congo (eh mole), e por tanto, seu carro não poderia ser revistado por policias civis ou militares. No impecável cumprimento do dever, o policial então, disse que escoltaria o carro ate a Policia Federal, onde este poderia ser revistado. Durante o trajeto, o carro parou e ofereceram R$ 1 milhão para a liberação do carro. O traficante estava escondido no porta-malas do automóvel e, segundo o coronel Ribeiro Costa Filho, não ofereceu resistência à prisão.

Antes da captura de Nem, que ocorreu durante a madrugada, tinham sido detidos cinco supostos traficantes que fugiam da favela, assim como três policiais e dois ex-policiais que aparentemente trabalhavam como seguranças para os delinquentes.
Fico sinceramente feliz de perceber que numa mesma noticia podemos ver que existem sim os policiais corruptos que trabalham para os traficantes, mas ainda existem os policiais que honram a farda. Serio mesmo, fiquei arrepiada ouvindo a noticia. Achei Du Caralho.

Vou falar pra vocês, eu estou no Rio de Janeiro de férias (também mereço) e estava na praia do Leblon que fica em frente à favela do Vidigal. De 5 em cinco minutos o helicóptero que parecia ser do BOPE fazia um sobrevoo na área. Preciso dizer que fiquei arrepiada sinalizando por carona hahahah...besta demais. Juro que me da muita vontade de ir La ver a coisa toda de perto, mas sem a funcional seria estupidez, então, paciência.



07 novembro 2011

E O FUTURO PAÍS SOFRE....



PRONTO...AGORA FILINHO DE PAPAI TA ACHANDO QUE É O CHÊ GUEVARA. 
SOCORRO NÉ GENTE....PARA DE VER FILME.......Ó, VAMO ACORDAR PRA CUSPIR NEGADA..........TO DOIDO. 
PARAR A USP, A MAIOR UNIVERSIDADE DO PAÍS, POR CONTA DE BASEADO...CES TÃO COMENDO MERDA??? FUMANDO RÚCULA??? JÁ SEI, TÃO FICANDO RETARDADOS, SÓ PODE!!!

EU PRECISO FALAR QUE TOMEI UM PLASIL QUANDO LI ESSA NOTÍCIA, PRECISO???

NESSAS HORAS EU TENHO ATÉ MEDO, IMAGINA SE EU TO NUM LUGAR DESSES...VONTADE QUE DA DE PLANTAR A MÃO NA CARA DE UM PSEUDOBOSTA DESSES. SIM, POR QUE ATÉ BOSTA FOI ALGUMA COISA PRIMEIRO, JÁ ESSES OXIÚROS AI....AHHHHHHHHHHH, QUE VONTADE DE AFOGAR NA PRIVADA.

IRONICA E IGNORANTEMENTE SE VESTEM DE 'SANTO DE FAVELA' PARA DEFENDER SUA POSTURA, SUA DROGA, A ARMA DO CRIME.

MALDITOS SEJAM ESSES PATROCINADORES DA VIOLÊNCIA. 


POR QUE MACONHA NÃO MATA HEN??? 
PENSA NO BEM QUE IA FAZER SE ESSES ENERGÚMENOS MORRESSEM DE OVERDOSE...EU IA A.D.O.R.A.R.
IA SER UMA AMY POR SEMANA, NO MÍNIMO...
FODA-SE! 
USUÁRIO BOM TA NA CLINICA SE TRATANDO OU A SETE PALMOS DEBAIXO DA TERRA. 
MORREU...QUE DÓ! SUA FAMÍLIA SENTIRÁ SAUDADES...A SOCIEDADE NÃO! MORRE DIABO!

FAZ ASSIM, PEGA ESSES UNIVERSITÁRIOS ESCLARECIDOS, LEVA TODO MUNDO PRO MORRO. LEVA NA TROCA DE TIRO.....É...... NA HORA DO BARATA VOA, DO CORRE DEITA...LEVA!
QUERO VER A CARA DE REVOLUCIONÁRIO QUE VÃO FAZER QUANDO ESTIVEREM SE BORRANDO DE MEDO DE ACHAR UMA BALA QUE O TRÁFICO PERDEU.


APROVEITA A EXCURSÃO, E CONVIDA TODOS ELES PRA IREM AO IML, AO PRONTO SOCORRO CONTAR AS VÍTIMAS DO BASAEADOZINHO DELES. 
LEVA PRA DAR A NOTÍCIA PRA FAMÍLIA DE CADA UMA DAS VITIMAS DELES, MAS TEM QUE DAS A NOTÍCIA ASSIM:
- DESCULPE, MAS SEU MARIDO, FILHO, MULHER, FILHA, MÃE, PAI MORREU POR QUE EU PRECISO FUMAR MACONHA PRA ME SENTIR SUFICIENTEMENTE SUBVERSIVO E SER UM PENSADOR LIVRE. 


AHHHHHHHHHHHHHHHHHHH...PENSA NUMA PESSOA BRAVA!! É POUCO PRO QUE EU TO NESSE MOMENTO...(Sim, eu fiquei sabendo atrasado. Acontece!)



Porte de arma


Esse tema, tão delicado e pouco discutido com real conhecimento de causa, já foi até foco de eleição. Mas não vou ficar tecendo muitos comentários a respeito deste assunto e muito menos publicando reportagens. Não!
Vou relatar pra vocês uma discussão verídica que aconteceu entre uma delegada e um amigo (vamos chamá-lo de Luiz), que diz tudo que eu penso sobre a questão.
 Primeiro, permitam-me contextualizar a narrativa.
O Luiz trabalha há vários anos na maior loja de vendas de armas do Estado, que é da família dele inclusive. Isso quer dizer que a loja dele é alvo de bandidos, afinal, é muito mais fácil roubar da loja que contrabandear pra dentro do país. No dia do ocorrido ele estava pleiteando seu porte junto à delegada em questão. Ambos se conhecem e ele, independente disso, fala o que pensa com a propriedade de alguém que atua a anos no ramo.
Eis a discussão:
Delegada - Não acho que você tenha que ter o porte Luiz.
Luiz - Doutora eu trabalho em uma loja cercada de armas, eu transporto valores, eu vendo armas, eu sei atirar. Eu tenho todo o perfil de alguém que precisa e pode carregar uma arma.
D - Pois é! Mas eu não acho que todos devem ter uma arma pra se defender.
L - Você ta falando isso por que tem uma na sua cintura.(Ai...toma)
D - Mas eu tenho treinamento para usar uma arma.
L - Doutora. Com todo o respeito! Eu atiro desde os 6 anos de idade e eu tenho um estande no meu sitio no qual já atirei muito. Já atirei com armas que vc nunca deve ter colocado a mão. Sei atirar com arma curta a arma longa com a mesma precisão. Já ganhei prêmios e torneios de tiro, dei cursos... Perdoe minha franqueza, mas a julgar pelo seu histórico burocrático, duvido que a Senhora tenha mais treinamento operacional que eu para usar uma arma.(FATO! Ela podia ter ido pra casa sem essa)
D -  Independente disso! Sou a favor do desarmamento.
L - Acho ótimo. Eu também sou. Só que 80% das armas que existem hoje no país são ilegais. Os próprios delegados e policiais  deste estado usam armas que eles apreenderam de bandidos, ou seja, ilegais também. Você quer acabar com a ilegalidade, sai de traz dessa mesa e vai pra fronteira impedir o tráfico. Você ai de terninho me dizendo que sabe usar arma não resolve nem o seu, nem o meu problema. Eu vendo armas licitamente, eu quero tanto quanto a senhora que o trafico acabe, mas não é me negando o porte que vai deixar de ter arma na mão de cidadão e nem acabar com o tráfico. Aliás, é um favor que você faz para mim e para a sociedade liberando o porte para quem tem necessidade e treinamento. Por que ai, ao invés de comprar ilicitamente, as pessoas vão na minha loja comprar. (Juro que fiquei com dó dela depois dessa)
D -  Luiz. Você perdeu sua razão!  Agora por favor, saia antes que eu perca a minha. É a mim que cabe a decisão no momento e eu não lhe concedo o porte. (Na falta de argumentos, fica valendo a máxima do, " o meu a maior que o seu").

Depois disso, deixo pra vocês o debate.
Agora.....Se liga galera. Policial burocrata não gosta de ser chamado assim ta. Deixa o jurista achar que operacional. #DicaCampeã
Eles realmente acreditam que não há diferença de habilidade de tiro entre uma cara que ta sempre na linha de frente e um cara que só fica sentado no ar condicionado.

PS: Por falar em armas... Regininha, Tutu e o resto do pessoal que virá a BH fazer concurso esse mês. Se preparem galera, to arrumando um esquema FINO pra vocês
; ).

Bjos