31 março 2011

Brasil e Bolívia contra o tráfico


Duas toneladas de cocaína foram apreendidas, 35 pessoas foram detidas e 22 imóveis acabaram confiscados durante operação conjunta entre Brasil e Bolívia de combate ao tráfico internacional de drogas. A ação, batizada de Operação Brasil-Bolívia (Brabo), começou na segunda-feira e se estendeu até ontem na cidade boliviana de Puerto Suárez, na fronteira com Corumbá, no Mato Grosso do Sul. Também ontem, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, firmou novos acordos de cooperação com a Bolívia para o combate ao tráfico e sobrevoou áreas de plantio de coca que estão sendo destruídas pelo governo local.

Além da droga, foram recolhidas armas e carros. A cocaína e os bens apreendidos, incluindo os imóveis, foram avaliados em US$5,8 milhões. A ação também coibiu o tráfico de pessoas e animais silvestres e reuniu Polícia Federal, Ministério da Justiça, Força Nacional de Segurança, Forças Armadas e órgãos de segurança da Bolívia.

O novo acordo assinado por Cardozo prevê o uso de avião não tripulado (VANT) - de fabricação israelense e integrado à frota da PF há dois anos - para a fiscalização da fronteira, rastreamento das comunicações e monitoramento do deslocamento de traficantes. O acordo também incluiu, por parte do Brasil, treinamento e capacitação de policiais e militares bolivianos e o financiamento de equipamentos.

De acordo com as informações de órgãos de segurança da Bolívia, o Brasil é o principal mercado para a cocaína produzida naquele país. A droga é enviada pelo tráfico brasileiro para mercados da Europa e África. A fronteira entre os dois países tem 3.100 quilômetros.


Fonte: O Globo

28 março 2011

Desabafo - Parte 2



Depois da publicação no DOU, Tenho um recado para a Miriam Belchior.


Pare de gastar com obras faraônicas e estádios de futebol, suspenda a copa no Brasil e cuide da segurança, saúde e educação da população. Para isso invista em pesquisa, concursos e principalmente, em condições de vida para as pessoas que estão abaixo da miséria. 
Que se dane a Copa, não me entendam mal, adoooro futebol, joguei durante muito tempo no time de futsal do colégio, sou super patriota e etc, mas prioridade é prioridade.


Aqui em BH , os hospitais estão abandonados, as escolas de greve e o trânsito caótico. Tudo por que, as obras de alargamento das vias de acesso para os estádios onde os jogos irão acontecer e as obras de ampliação dos mesmos,  estão a todo vapor. Não tem recurso pra mais nada.


Nas fronteiras está pior. As operações da PF estão suspensas ou muito reduzidas por falta de verba pras diárias e com isso a segurança pública via pro saco.


Casei dessa coisa de ver acontecer e não fazer nada a respeito...que coisa isso, o Brasileiro é muito pacato e omisso. A gente paga os imposto mais caros do mundo, e não tem retorno algum do governo que NÓS elegemos.


Enquanto isso, contagem regressiva pro jogos olímpicos...

23 março 2011

Preparação


Não sei como é pra maioria de vocês, mas academia é uma coisa que não me atrai. 
Não tenho paciência pra ficar puxando ferro dia após dia à espera de melhorar meu condicionamento físico pro TAF, então treinava na rua mesmo, mas com tantas alterações climáticas, as corridas ficaram à mercê das enchentes sazonais. O mesmo vale pra natação, pois academia com piscina coberta, por hora, ta fora do orçamento. 

Com isso, la se vai a preparação física pro concurso...
Mas como cansei de empecilhos, e não mudei de idéia sobre o concurso, resolvi mudar de estratégia. Ao invés de malhar todos os dias e ficar me torturando psicológicamente a respeito do ir ou não ir à academia depois de um dia cansativo, tive uma idéia: Me inscrevi no Krav magá. Com isso pretendo me preparar fisicamente e, de quebra, ainda aprendo uma luta de defesa militar. 



Para os que não conhecem, o krav magá é uma técnica israelense de auto defesa que surgiu durante a 2° guerra mundial (1940). O nome em hebraico significa “combate corpo a corpo” e sua meta é a neutralização de ameaças, manobras de defesa e ataque simultâneos, e agressão.

Atualmente, o krav magá é utilizado pelas Forças Especiais de Defesa de Israel e várias variações intimamente relacionadas foram desenvolvidas e adotadas por organizações de imposição da lei e de inteligência, como Mossad, Shabak, FBI, unidades SWAT do departamento de polícia de Nova Iorque e forças de operações especiais dos Estados Unidos. Existem várias organizações ensinando krav magá internacionalmente; o krav magá não é considerado um desporto, já que não possui regras. Todos os golpes são permitidos e treinados visando ultrapassar todo e qualquer tipo de situação de violência do modo mais rápido e eficaz possível.

Me aguardem ... vai ser faca na caveira com técnica israelense rsrsrsrsrsr!

Abçs!

21 março 2011

Lembrete aos candidatos

Tenho recebido uns comentários e perguntas a cerca do CFP (Curso de Formação Policial) e sobre a classificação no concurso, que me fazem pensar que algumas pessoas se esquecem de fatos importantes a respeito da aprovação no concurso da PF. Como recordar é viver, vamos a eles:

Primeiramente, a aprovação no concurso só ocorre após a aprovação no CFP na ANP. Isso quer dizer que você pode passar na prova escrita, no TAF e nos exames toxicológico, médico e psicotécnico e AINDA SIM ser eliminado do concurso.

Após essas etapas ainda fica faltando a investigação social e a ANP.

Com relação à investigação social, não sei se elegem algumas pessoas ou se investigam todos os candidatos de forma igual (acho que a PF não tem tempo pra isso, mas vai saber), de qualquer maneira, quando o fazem, vão desde o seu antigo vizinho até a escola que você estudou.

No caso da ANP, tomando-se por base o último CFP a tendência é o limbo rsrsrs. Regime de internato de 06:00 de segunda às 17:00 de sábado, ralação, provas e mais provas.

Por tantos caros colegas e aspirantes a uma vaga, preparem-se. Segue abaixo algumas informações do edital do concurso de 2009 para APF e EPF, só para reforçar alguns pontos.

Abçs!

 MJ - DPF – DGP - COREG
EPF EDITAL Nº 14/2009 – DGP/DPF, DE 24 DE JULHO DE 2009

18 - DA CLASSIFICAÇÃO PARA ESCOLHA DE LOTAÇÃO

18.1 - A nota obtida no Curso de Formação Profissional será rigorosamente obedecida para efeito de escolha de lotação.

18.2 - Para a escolha de lotação serão disponibilizadas vagas apenas na região da Amazônia Legal, em unidades de fronteira e no estado do Mato Grosso do Sul.

18.2.1 - Nenhuma vaga será oferecida aos concluintes dos Cursos de Formação Profissional, sem que antes tenha sido oferecida em concurso de remoção anterior, salvo as vagas decorrentes do próprio concurso de remoção.

18.2.2 - As vagas surgidas em decorrência do resultado do concurso de remoção não serão necessariamente oferecidas para a escolha de vagas dos concluintes dos Cursos de Formação Profissional.

19 - DA NOMEAÇÃO

19.1 - A nomeação do candidato ao cargo fica condicionada:
a) Ao atendimento dos requisitos básicos para a matrícula no Curso de Formação Profissional constantes do item 3 deste edital e da legislação vigente;
b) À classificação do candidato, na primeira etapa, dentro do número de vagas oferecido neste edital e à aprovação na segunda etapa (Curso de Formação Profissional);
c) À não eliminação na investigação social.

19.2 - O candidato habilitado no Curso de Formação Profissional, dentro do número de vagas oferecido no presente edital, será nomeado, em caráter efetivo, para investidura na classe inicial da categoria funcional, conforme preceitua o artigo 13 do Decreto-Lei nº 2.320, de 26 de janeiro de 1987, modificado pelo Decreto-Lei nº 2.418, de 8 de março de 1988. O policial federal é regido pelas Leis nº 4.878, de 3 de dezembro de 1965, nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, e suas alterações, e nº 9.266, de 15 de março de 1996, e pelo Decreto nº 59.310, de 27 de setembro de 1966.

19.3 - O candidato nomeado permanecerá na Unidade onde for lotado pelo período mínimo de trinta e seis meses (3 ANOS) e cumprirá estágio probatório, nos termos do artigo 20 da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, e da Lei nº 4.878, de 3 de dezembro de 1965.

19.4 - O Departamento de Polícia Federal não se obriga a fornecer residência ao candidato nomeado nem a custear despesas com locomoção e transporte para o local designado para a primeira investidura.

19.5 - O candidato nomeado terá o prazo de trinta dias para tomar posse no cargo e de quinze dias para entrar em efetivo exercício.

19.6 - O candidato nomeado deverá tomar posse na Superintendência Regional da unidade da Federação onde for lotado.

18 março 2011

Nova Delegacia da Policia Federal


Por determinação da 8ª Vara da Justiça Federal em Alagoas, a União deve instalar, num prazo de dois anos, uma Delegacia da Polícia Federal no município de Arapiraca. A decisão atende a pedido do Ministério Público Federal, em ação civil pública proposta pela Procuradoria da República em Arapiraca.
Segundo o juiz federal André Carvalho Monteiro, a carência de recursos humanos e ausência de necessidade da instalação de uma delegacia da PF no município, alegadas pela União, "não resistem a uma análise rasteira", quando se constata a presença de Delegacias da Polícia Federal em cidades com menos de 6 mil habitantes.

O magistrado destacou que, enquanto as cidades gaúchas de Chuí, com apenas 5.919 habitantes; e Jaguarão, 27.942 habitantes, têm Delegacia da Polícia Federal, mesmo com PIB inferior a um quarto do PIB de Arapiraca, esta última, com mais de 200 mil habitantes, não conta com esse aparato policial.

"A cidade de Arapiraca ocupa atualmente a nona posição dentre as cidades com maior número de homicídios para cada 100 mil habitantes no país e o estado de Alagoas o topo desse ranking, com 83% de homicídios relacionados ao tráfico de drogas trazidas de outros estados, assunto que tem ligação direta com a eficiência do trabalho desenvolvido pela Polícia Federal. Já os municípios de Jaguarão e Chuí ocupam as confortáveis 4506ª e 3491ª no ranking, respectivamente, com taxas de 2,1 e 5,9 homicídios por 100 mil habitantes", compara o juiz federal, utilizando dados atualizados do IBGE.

Na fundamentação da sentença, ele também deixou claro que "o acolhimento do pleito ministerial não viola quaisquer princípios orçamentários, pois não se está a liberar recursos nem tampouco se exige a abertura de créditos suplementares, mas a determinar a alocação de recursos e de pessoal ", para a implantação da delegacia.

Motivação

Proposta em 2009, a ação civil pública teve por base inquérito civil público, durante o qual o MPF constatou a morosidade da Polícia Federal no cumprimento de diligências e a necessidade de aumento do efetivo e da instalação de uma Delegacia da PF na cidade. Conforme os autos da ação, foram confirmados casos de inquéritos policiais tramitando por mais de três anos sem conclusão e um grande o número de pedidos de prorrogação de prazo.

Para o procurador da República Samir Nachef, que atualmente acompanha o processo (nº 2009.80.01.00418-7), não há justificativa para a existência de maior número de unidades da PF em municípios do Sul do país e de carência desse serviço especializado em municípios nordestinos com altos índices de violência.

"Conforme ficou demonstrado pelo MPF, não há explicação racional para tamanha disparidade regional. Por isso, a decisão judicial determinando a instalação da Delegacia da Polícia Federal em Arapiraca é tão importante para garantir a igualdade na distribuição de verbas e dos serviços públicos no país, respeitando assim o pacto federativo".

Em caso de descumprimento da decisão, a União deve arcar com multa diária de R$ 5 mil.

Fonte: Gazeta Web

NOTA DA MARI:

Olha ai gente, a casa nova do Boçal do ultimo post...quero ver arrumar um jegue e uma sombra nessa daí rsrsrsrs.

Abçs!

15 março 2011

Protesto Veementemente...




Só para situar você antes de protestar:
Na semana passada o APF Sandr Araújo publicou no Blog dele um texto redigido pelo aspirante a PF Felipe Zéca, onde este expunha o que considera ser importante para ingressar na carreira, sob o título Policia Federal - Vocação ou Interesse?

No texto fica claro que a opinião do autor, é igual ao da maioria dos que lêem este blog, ou seja, é preciso vocação, vontade fazer a diferença e noção, acima de tudo, do que está se propondo a fazer. 

Diante do exposto, eis que um animal (pra não dizer coisa pior), decide nos dar o desprazer de sua opinião, e late o seguinte:

"Que texto bobo e boçal...Depois de 5 anos no dpf vou querer é ficar de boa mesmo..tranquilao, comendo as minas por aí ! nao ficar pagando de heroi ! não faça a prova? amigao, se vc for menos inteligente que eu , eu vou te devorar pode ter ctz rs..."

Lógico que o machão não se identificou. 
Diante da pachorra deste infeliz, precisei expor minha indignação...

PQP!!! Quem foi o idiota que fez esse comentário? Pelo amor de Deus, o cara acha que vai fazer concurso para a Policia Federal pra pegar mulher? 

Esse asno no mínimo esqueceu que os primeiros anos ele vai passar no Norte do país, vai pegar é malária, febre amarela e muita gonorréia isso sim.

Ta achando que vai por o burro na sombra...tadinho, só se o burro for ele, pq dependendo da delegacia que ele for, nem um jegue ou uma sobra ele vai encontrar. Além do mais, do jeito que a coisa anda feia pro lado do DPF, nem a arma que esse eqüino quer ele vai ter.

O concurso é público, a vaga é pra quem passar, mas gente, me faz um favor. Pensa, mas pensa MUITOOOO antes de entrar pra PF. A policia não é clube de tiro e nem recanto de piriguetes, por tanto, se seu negócio é sombra, água fresca e mulherada, por favor, vá pra zona.

O DPF precisa de gente disposta a fazer a diferença. Lá meu caro, ninguém gosta de froxo (sim, por que um cara que precisa de uma funcional e uma Glock pra pegar mulher é no mínimo desprovido...se é que me entendem). 

Traficantes bombardeiam rota de MT e PF "mira" chefões do pó


Os cartéis que lideram o crime organizado, via tráfico de drogas estão de volta. A Polícia Federal, que não fala sobre as investigações, quer saber, no entanto, quem são os novos chefões em Mato Grosso com conexão pelas fronteiras de Bolívia e Colômbia, e principalmente pelas regiões Sul e Sudeste. Tentam achar a linha de atuação e suas complexas ramificações. A “Guerra” contra os narcotraficantes, que usam aviões, barcos e carros de luxo e são considerados os mais poderosos das Américas já retirou de circulação, mais de duas toneladas de cocaína pura. Carregamentos avaliados por baixo em mais de U$ 13 milhões.

Apertados pelas fronteiras e pelo controle mais rigoroso do tráfego aéreo, os narcotraficantes mudaram de estratégia nos últimos anos. Agora, segundo investigações e dados da Polícia Federal, os traficantes utilizam pequenos aviões, e como se estivessem trabalhando na fertilização de lavouras “desova” pequenos, médios e grandes carregamentos de drogas em região de campos isolados do interior, principalmente na região Oeste de Mato Grosso. Os carregamentos são jogados do alto por aviões.

Horas ou dias depois, os traficantes chegam até os locais onde a droga foi “desovada” e prosseguem com o “trabalho” recolhimento e transporte até o destino final. Essa nova modalidade a Polícia Federal já tem conhecimento e já vem trabalhando em investigações, usando inclusive aparelhos sofisticados de rastreamento.

E foi assim, com investigações que já vinham sendo desenvolvidas, algumas há mais de seis meses, que a PF vem conseguindo alguns triunfos na “guerra” contra os narcotraficantes, alguns com ramificações internacionais.

Na “guerra”, a Polícia Federal já apreendeu, apenas nestes primeiros dois meses e dez deste ano de 2011, mais de duas toneladas e 300 quilos de cocaína em todo o Estado. Somente nos últimos sete dias a PF apreendeu uma tonelada e 857 quilos de “pó puro”. E fez ainda melhor, conseguiu uma das maiores apreensões de “pó” do Estado e do país das últimas duas décadas.

Depois de apreender 362 quilos de cocaína pura em Rondonópolis (Sul, a 220 quilômetros de Cuiabá), a Polícia Federal chegou junto a uma aeronave que caiu na Serra do Amolar, na divisa de Mato Grosso com Mato Grosso do Sul. Dentro do avião de propriedade de uma grande empresa do Estado, a PF apreendeu 560 quilos de “pó puro”.

Como se as coisas estivessem programadas para acontecer um dia após o outro, a mesma PF de Mato Grosso conseguiu mais um triunfo na “guerra” contra os narcotraficantes. Sem querer, querendo os federais pediram ajuda da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para parar um caminhão aparentemente sem maiores problemas.

Em um assoalho falso de um caminhão cargo, com placa de Santa Catarina, mas com destino a São Paulo, os federais de Mato Grosso apreenderam 935 quilos de cocaína em sua mais legítima pureza. O inexpressivo veículo transportava simplesmente, um pó branco, muito consumido mundialmente. Produto químico que mata, mas que vale o equivalente a uma pequena fortuna de quase seis milhões de dólares por baixo dos panos.

Paralelo às grandes apreensões de drogas, a PF também trabalho como máximo de sigilo a identificação, principalmente dos líderes das organizações criminosas ligados ao tráfico internacional de drogas, também ligados aos cartéis da Bolívia e da Colômbia.

A Polícia Federal sabe, por exemplo, que por trás de grandes carregamentos de drogas não existe apenas um pequeno ou médio traficante, como acontece com o “tráfico formiguinha”, mas sim uma ou mais organizações criminosas muito bem lideradas por bandidos ligados a grandes cartéis bolivianos e colombianos.

08 março 2011

Dia da Mulher

Hoje é o dia da mulher. 
Aquela que é fragil e ao mesmo tempo forte.
Que durante muito tempo foi refem de sua fragilidade, mas que agora mostra sua força.
 Existem mulheres que nasceram para ser mães, cuidar da familia e ficar em casa.
Que tem sua pretenções mas estas passam longe de fronteira e do fuzil.
E tem as outras...
As que nasceram para ser guerreiras.
As que se impoem em um mundo cercado de preconceitos machistas.
E que ainda assim, sobressaem.
Para todas essas dedico essa mensagem.
FELIZ DIA DA MULHER!

04 março 2011

Confissões



Ta bom...eu confesso, tô cansada!


Cansada de não dormir o suficiente;
Cansada de não ter tempo e nem energia pra treinar;
Cansada de tanto trabalho;
Cansada de tanta notícia de cortes no orçamento;
Cansada de não ter energia para estudar;


Enfim, tô Cansada de estar cansada.


São 11:30 da manha, ainda faltam, pelo menos, mais 5 horas de trabalho e tudo que consigo pensar é na minha cama que me espera em casa.


Mas pensado bem, o meu trabalho é uma excelente forma de estudo. Diariamente vejo muita legislação, ecologia, manejo de fauna silvestre, conservação, impactos de todos os meios, zoneamento ecológico econômico, entre outras coisas que caem na minha prova. O negócio é que a perfecionista aqui, ainda acha ruim passar o dia lendo e escrevendo sobre isso e não ter mais capacidade de exercer uma atividade cerebral quando chega em casa.


Mas ta decidido, esse carnaval eu vou dormir, correr e estudar. Chega de me sentir mal pq não tenho tempo ou energia. Essas coisa não vão surgir mesmo então vou ter que inventar.

Só espero ter a determinação e força para fazer isso.


Bjos!

02 março 2011

Corte ameaça a segurança pública



Um Estado com menos poder de fiscalização e de polícia. Essa é apenas uma parte dos efeitos mais práticos dos cortes de R$ 50 bilhões no Orçamento da União, cujo detalhamento pela equipe econômica do governo de Dilma Rousseff já desencadeou uma mobilização nos ministérios: os gestores ainda decidem onde cortar (veja quadro ao lado). Ao longo do ano, em razão da diminuição dos gastos com diárias e passagens, o governo federal vai perder capacidade de fiscalização dos crimes ambientais — principalmente em áreas mais isoladas, como a Amazônia — e de combate à corrupção, já que haverá um menor deslocamento de agentes da Polícia Federal.

Dentro dos ministérios do Meio Ambiente (MMA) e da Justiça, os cortes primordiais serão os relacionados a viagens dos servidores. Técnicos das duas pastas ouvidos pelo Correio ressaltam a consequência dessa tesourada específica: a diminuição de operações da PF e de combate a crimes ambientais, empreendidas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).
O corte no MMA será de R$ 398,1 milhões, o equivalente a 37% do orçamento inicialmente previsto para este ano. No Ministério da Justiça, pasta a qual a PF está subordinada, a tesourada é ainda mais expressiva: será R$ 1,52 bilhão a menos, ou 64% de todo o montante aprovado para 2011. Nos dois ministérios, a constatação é de que a diminuição das viagens prejudicará as operações de combate ao crime. Isso porque o deslocamento de agentes, principalmente na repressão a crimes ambientais, é necessário na maioria das operações desenvolvidas.

As tentativas de reforço de pessoal também serão em vão, pelo menos para este ano. As chances de os 200 novos analistas do MMA — selecionados por concurso no início deste ano — serem convocados são remotas. Já o concurso para 1.000 agentes da PF, antes previsto, não deve ocorrer.

Reflexos

No MMA, além dos cortes em passagens, diárias e contratações de concursados, a tesoura deve atingir servidores terceirizados, inclusive os que estão lotados em órgãos como o Ibama, o Instituto Chico Mendes (responsável pelas unidades de conservação federais) e a Agência Nacional de Águas (ANA). Há dois anos, quando o ministério precisou cortar gastos, foi necessário adiar a instalação de unidades do Instituto Chico Mendes e do Serviço Florestal Brasileiro (SFB). Agora, comunidades tradicionais poderão sentir a escassez de convênios por parte do MMA.

Os cortes anunciados pelo governo Dilma podem reduzir as ações da PF, que muitas vezes utilizam grandes contigentes de agentes que se deslocam de outras regiões. “As nossas operações terão de ser redimensionadas”, afirma o vice-presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Distrito Federal, Flávio Werneck. “A partir do momento em que os efetivos usados diminuem, existem reflexos.”
O temor dentro da PF é de que haja uma diminuição das operações especiais, que são aquelas que reúnem maior número de efetivo, originadas de apurações de longo prazo (veja ao lado algumas das operações desenvolvidas nos últimos anos). A avaliação é que as investigações em si não sofrerão abalos, já que muitas vezes dependem de poucos agentes. O problema será no momento em que a ação for desencadeada. “Todo o planejamento operacional terá de ser revisto”, observa Werneck, ressaltando que os problemas podem aparecer já a partir do segundo semestre deste ano.

Quando tomou posse, em 14 de janeiro, o diretor-geral da PF, Leandro Daiello Coimbra, disse que sua prioridade será dar continuidade às grandes operações. No Ministério da Justiça, o temor é que o Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci) seja afetado, atingindo também outros projetos, como de capacitação das polícias. O ministério informou que ainda não sabe quais áreas serão atingidas, mas ressaltou que não haverá paralisação das atividades de qualquer setor ou programas, que serão apenas “readequados”. “Vamos tentar fazer mais com aquilo que temos. Estamos buscando todos os mecanismos de gestão”, disse ontem o ministro José Eduardo Cardozo. Ele afirmou que o Pronasci, um dos carros-chefes de sua pasta, não sofrerá alterações. “O Pronasci continua intocável.”

Fonte: Correio Braziliense
NOTA DA MARI:

Houston we have a problem!

Delegado da PF diz que, em Tabatinga, quem não traficou 'um dia vai traficar'

NOTA DA MARI:

Essa notícia é de 2008, entretanto, como vocês irão perceber, a realidade é atual e está cada vez mais grave.


A presença de guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no Brasil não é visível, mas os efeitos de suas ações refletem no cotidiano dos brasileiros em Tabatinga (AM), que fica na fronteira com a Colômbia e o Peru. A entrada de pasta base de cocaína no país é feita por Tabatinga, segundo a Polícia Federal, e o grande fluxo da droga faz com que o consumo da cocaína seja intenso na cidade.

“Quem não traficou, um dia, vai traficar droga em Tabatinga. Só neste ano (2008) já apreendemos cerca de 200 kg de pasta base de cocaína” (isso daria pra fabricar 600kg de cocaína), disse Eduardo Primo da Silva, delegado subchefe da Polícia Federal em Tabatinga. No ano passado, a PF apreendeu 1,5 tonelada da droga na cidade.

Na madrugada deste domingo (9), seis pessoas foram presas, em flagrante, sob suspeita de tráfico internacional de drogas. A cocaína, que ainda seria pesada ao longo do dia, estava escondida em embarcações conhecidas na região como recreio. Os traficantes foram descobertos durante uma ação de fiscalização no Rio Solimões.

Segundo informações da PF, a droga saiu do Peru e foi transportada por um grupo contratado por colombianos. “Essa é a rota usada pelas Farc para distribuir cocaína pelo Brasil”, disse Primo.

O delegado disse ter identificado que a droga entra em território brasileiro por meio de embarcações. “O problema é justamente encontrar a embarcação com a pasta base de cocaína. Imagina um barco com mais cem pessoas. Como vamos revistar um a um e ainda checar toda a bagagem?", questiona.

Primo afirmou que os policiais federais fazem operações constantes para localizar os traficantes e a droga. “Sabemos que apreendemos muito pouco. Não conseguimos mensurar o quanto de cocaína entra no país por Tabatinga, mas o que a PF apreende ainda é a menor parte do fluxo todo.”

Matadores de aluguel

O número de homicídios relacionados ao tráfico de drogas é crescente em Tabatinga, segundo o delegado. Uma das razões, na avaliação de Primo, é a quantidade de policiais civis e militares.

Ele faz uma comparação com o total de policiais em Letícia, a cidade colombiana do outro lado da fronteira. “A polícia de Letícia tem um efetivo de 450 homens para 40 mil habitantes. Em Tabatinga, são pouco mais de 40 policiais para 45 mil habitantes. É muito pouco”, disse.

Como resultado, segundo ele, Tabatinga registrou um índice de cem mortes para cada mil habitantes em 2007. O número seria maior, segundo Primo, se fossem contadas mortes fora da área urbana.

"Não há problemas de bala perdida. São crimes 'de mando'. Quem mata sabe quem tem de matar e só atira na cabeça”, disse Primo.

Para cometer os homicídios, os traficantes recrutam jovens menores de idade. “A faixa etária considerada ideal pelo tráfico varia de 15 a 25 anos, mas cada vez mais é possível notar que as crianças são chamadas para esse tipo de trabalho”, disse primo.

O delegado explicou ainda que os criminosos não temem a presença da polícia para cometer os assassinatos. “Se der, eles matam na nossa frente. Foi isso que aconteceu recentemente, quando um homem foi morto a tiros perto da sede da PF na cidade”, disse.

Policia Federal Apreende 1ton de Cocaína da Tríplice Fronteira



A Operação Ilhas da Polícia Federal (PF) em Tabatinga (AM), a 1.110 quilômetros a oeste de Manaus, apreendeu 1,4 mil quilos de cocaína, e cerca de R$ 150 mil, hoje pela manhã. A operação de combate ao narcotráfico na região de fronteira do Brasil com a Colômbia e o Peru prendeu 35 pessoas em flagrante vendendo drogas.
O nome da operação é em função das investigações que levaram à prisão de traficantes na ilha do Arariá, na comunidade do Igarapé de Urumutum. As investigações chegaram a uma rede que envolve traficantes de drogas do Brasil, da  Colômbia e do Peru. O dinheiro ilegal dos bandidos é lavado no Amazonas.
A Justiça Federal em Tabatinga expediu 13  mandados de busca e apreensão, 27 mandados de prisão temporária e um de prisão preventiva, que começaram a ser cumpridos de manhã, com a mobilização de todos os agentes federais do municípios com reforço de agentes da Superintendência da PF em Manaus e apoio de policiais da Força Nacional e do Batalhão Raio da Polícia Militar do Amazonas.
NOTA DA MARI:
Deipos disso será que agora nossos governantes percebem por que Um Federal Só Não Faz Serão? Será que uma apreensão dessa magnitude chama a atenção deles para a necessidade de vigiar as fronteiras...vai saber né!


Bjos!

01 março 2011

Cortes no orçamento



A exemplo do corte de R$ 50 bilhões anunciado ontem pelo Governo Federal, o Executivo local também deve contingenciar gastos. As restrições orçamentárias, no entanto, ainda não foram especificadas. De acordo com o secretário de Governo, Paulo Tadeu, as medidas incluem a redução dos valores dos contratos firmados pelas secretarias bem como da quantidade de cargos comissionados no GDF. "A maior parte da economia, no entanto, ocorrerá por meio de ajustes nos contratos. Alguns, por exemplo, serão revistos", explicou o secretário.

Um exemplo de contenção de despesas por meio de contratações vem da Secretaria de Educação. No início do ano, a pasta firmou contrato com cinco empresas que prestarão o serviço de transporte escolar no DF. Um investimento de cerca de R$ 664 mil por mês -- o que representa 50% a menos em relação ao ano passado, quando o serviço foi viabilizado por meio de contrato emergencial.

Além disso, assim que assumiu, o novo governo exonerou 22 mil ocupantes de cargos em comissão nos órgãos do DF. O objetivo foi desinchar a estrutura administrativa e gerar um corte anual de R$ 40 milhões aos cofres públicos. De acordo com o secretário de Governo, até o momento, 9 mil comissionados foram contratados pela gestão Agnelo. Com a ação, foram poupados em torno de R$ 15 milhões, segundo o dirigente. "As contratações ainda não foram encerradas, porém, o número final ficará bem abaixo do que existia na gestão anterior", garantiu o secretário.

Outra medida estudada pelo governo local para a redução de gastos é uma possível suspensão, pelos próximos seis meses, de novos concursos públicos e também das nomeações de aprovados em certames. Apenas áreas como Saúde e Educação ficarão de fora do pacote de adiamentos. A decisão, no entanto, ainda não foi formalmente tomada pelo governo. Segundo Paulo Tadeu, o governador Agnelo já tem em mãos um levantamento elaborado pela Secretaria de Administração em que são detalhados os atuais quadros de cada uma das pastas.

Entre as informações encaminhadas ao chefe do Executivo,estão dados dos concursos que perderão, em breve, a validade, cadastros reservas e montantes destinados ao pagamentos de pessoal. "Vamos analisar área por área. O que acontece é que no governo anterior não existia gestão de pessoal e é justamente isso que vamos rever", destacou o secretário de Governo. Segundo levantamento preliminar da nova gestão, 10 mil servidores foram nomeados em 2010 sem a devida previsão orçamentária. Além disso, existem outros 500 lotados em cargos que não existem legalmente.

Para que concursos vale a medida


Cabe ao Planejamento autorizar concursos e nomeações de aprovados no Poder Executivo -o ministério não interfere no Legislativo e no Judiciário em relação à contratação de pessoal, portanto, concursos para a Câmara, tribunais, ministérios públicos, defensorias e procuradorias não são afetados pelo corte. Assim como concursos estaduais e municipais.
Os cargos militares das Forças Armadas também estão fora do contingenciamento – ficam sujeitos às restrições somente os cargos civis. O mesmo vale para as estatais que não dependem do Tesouro, ou seja, têm orçamento próprio, como Banco do Brasil e Correios.

Entre os que dependem do Planejamento, há pelo menos oito concursos em andamento, entre eles os da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), da Embratur e do Ministério do Meio Ambiente. Ao menos outros dez que já divulgaram o resultado final aguardam autorização para começar a nomear os aprovados ou nomear para vagas restantes, segundo levantamento publicado pelo G1 no último dia 15.