08 julho 2011

Forças Revolucionárias da Colômbia - FARC



Estava eu sentada, tranquilamente em uma mesa de boteco na noite de ontem, para me despedir de um colega de trabalho de quem gosto muito. Na mesa haviam várias pessoas, dentre geógrafos, biólogos, e um engenheiro colombiano (não conhecia ele). 


Até ai, nada demais certo. Eis que o tal colombiano, estava conversando com um pessoal do outro lado da mesa e a BICO aqui se ligou no alerta máximo quando ouviu a palavra FARC sair da boca do sujeito. Pois bem galera, me antenei na conversa, mas como mamãe me deu educação peguei só o suficiente pra depois puxar papo com o caboclo.


Algum tempo depois ele se levantou e chegou perto do meu amigo que estava ao meu lado. Eu com toda sutileza que NÃO possuo, já chamei ele pra assentar:
- Fulano, conversa comigo que to cheia de problema. (Isso sempre funciona, as pessoas te dão super atenção rsrsrrs).
- Desculpe minha indiscrição, mas ouvi vc falar foi sequestrado pelas FARC. Me conta isso.


Ô gente o tal moço contou uma história FANTÁSTICA, e ao mesmo tempo BIZARRA. Narrarei pra vcs:


Disse que foi sequestrado por que ele trabalhava para um multinacional, então as FARC achavam que era um engenheiro rico.


Quando foi capturado ele foi vendado e caminhou assim por 4 dias pela selva, sempre durante a noite. Segundo ele, a caminhada sempre começava às 6 da tarde e parava as 6 da manha. 


Ele foi mantido em cativeiro em plena selva, onde ficava amarrado à uma árvore por um dos pés e uma das mãos. Esse era o carcere. Uma árvore em frente a um bunker da guerrilha, aos efeitos do vento, sol e chuva.


Disse-me ele, que investigaram a vida dele TODA. Ligaram para o trabalho dele, para a casa dele, fizeram vigilância, olharam a conta bancária dele. A descrição da tecnologia desses infelizes em plena selva me deixou boquiaberta. Computador e telefone via Satellite, armas e tudo mais.


Quando perguntei a ele como foi que ele saiu de lá ele me disse:
- Eles me soltaram, caso contrário estaria lá até hoje. Não tem como fugir, tem sensores de movimento em torno de todo o acampamento e eles te vigiam 24 por 7.


Apos as investigações a cerca do patrimônio do sujeito, viram que ele não era rico. Uma vez que ele não tinha mais utilidade, o vendaram novamente, e o fizeram caminhar por 3 noites (VENDADO) com uma arma na nuca. Então o desvendaram e o abondaram em plena selva para se virar e voltar para casa. Ele procurou um rio, pois, pensou: - As pessoas geralmente moram próximas da água, então se encontrar um rio, posso encontrar alguém. Assim, ele procurou e encontrou um rio e nele andou por mais 2 dias pela mata (sem comida), até que encontrou uma casa, onde os donos o levaram ao exército e ele voltou para casa.


A descrição dele a cerca do medo que ele teve, pois o vestiam como um guerrilheiro e ele temia ser visto pelas tropas do governo e assassinado. Os detalhes sobre a dor que sentia por estar amarrado, o frio, o desconforto de ter que fazer as necessidades fisiológicas no local que dorme e come. Foi tudo muito surreal e doído de ouvir.


Aquando ele terminou o relato, me perguntou por que tive curiosidade sobre isso. Respondi:
- É por que quero ser PF e combater esse tipo de coisa, então quero entender como funciona. 


A reação dele, foi bem parecida com a  de muita gente, mas devido à vivência dele, as palavras foram como uma pancada no estômago. Ele disse, com a docilidade de quem aconselha sobre algo que viveu:
- Permita-me um conselho. Você é uma moça tão bonita, jovem e já tem uma carreira promissora. Não faça isso com sua vida, pois se te pegarem, com certeza você vai passar os piores momentos da sua vida (nem precisou explicar o que isso queria dizer né, entendi direitinho). 


Diante disso ele me relatou sobre uma mulher que esteve no mesmo local que ele, tb na mesma situação. Disse que ela sofria muito, pois "as mulheres tem nescidades diferentes dos homens" e que um dia ele teve que lhe dar sua blusa para que ela pudesse estancar uma hemorragia. 


Falou ainda:
- Essas pessoas não tem nada a perder, te matam por que querem, por que podem. Combater as FARC é quase inútil elas sabem que o governo não conseguiria acabar com a guerrilha se tentasse.


O relato mais intrigante que ele fez, foi a respeito da Ingrid Betancourt. Segundo ele, a biografia dela sobre os anos que passou presa é mentirosa. Relatou que é sabido por toda Colômbia que ela sabia que seria sequestrada e que nada fez a respeito. Além disso, nos 11 anos que teria ficado em cativeiro, ensinou aos combatentes o francês e o inglês, e ainda os treinava e comandava uma das bases da FARC.


Não sei qual a veracidade de uma informação como essa, me choca até o fato de isso ter sido levantado, quanto mais a possibilidade de ser verdade.


Mas uma coisa eu sei, quando ele terminou de falar isso e disse: - Entendeu por que você deve desistir da PF?
Eu: - Entender eu entendo, mas é exatamente por isso que quero entrar. Para sentir que posso fazer algo a respeito. Por menor que seja minha participação e mais inútil que ela possa ser para o processo como um todo, eu PRECISO FAZER ALGO A RESPEITO.


Ele apenas assentiu com a cabeça e disse: - Si. Yo comprendo. 
E afagou minha cabeça, com um sorriso gentil de "tadinha, mal sabe ela" no canto dos lábios.


É gente...lá o bicho pega de verdade! #medo


Para quem quiser saber um pouco mais sobre as FARC só clicar no AQUI

11 comentários:

  1. A coisa deve ser feia mesmo.
    A PF tem preparação pra combater as FARC?
    Como seu amigo disse, acho temos pouca informação sobre isso por aqui.

    ResponderExcluir
  2. história fantástica. penso que a vida seja cheia de perigos e riscos. o que faz a diferença é a capacidade de enfrentar tais momentos.
    quanto ao lance da tal ingrid, vendo oq também já vi, não me surpreenderia ser verdade!
    forte abraço, confrade.

    ResponderExcluir
  3. Então Coxinha, da uma olhada nessa reportagem que postei no ano passado sobre a PF e as FARC.
    http://maciodaro.blogspot.com/2010/05/farc-no-brasil.html

    A PF tem grupos de elite que recebem treinamento de combate especializado para lidar com os piores cenários. Soube de um curso tipo "selva" que vai ocorrer esse ano para alguns APF's escolhidos a DEDO.

    Pra vc ter uma noção, a Operação COBRA, (COlômbia-BRAsil) tem como objetivo desarticular o narcotráfico na fronteira do Brasil com a Colômbia, por meio da identificação de bases de produção de coca sob o domínio das FARC. O COT era quem dava o "pulo do gato". Disse "dava" por que tem muito tempo que não tem uma operação dessas. Até o ano passado, havia uma média de 120 operações por ano.

    Em relação às informações, não se engane. Assim como em todos os outros ramos associados à politica (pq a FARC é um problema político), as informações só chegam a quem as busca. Mas é a tal coisa, só os tarados como EU ficam pesquisando e perguntas dessas coisas em mesa de boteco rsrsrs.

    Abçs!

    ResponderExcluir
  4. Pois é Artorius. Essa foi de arrepiar os cabelos da nuca. Por mais acostumada que esteja com essas noticias alarmantes, confesso que me causaria espanto se uma histórias for verdade.

    O tal sujeito me pareceu incomodado, porém calmo para falar do assunto. Às vezes, entre uma descrição e outra, via que ele engasgava um pouco, como se a lembrança do ocorrido lhe fizesse ver fantasmas.

    Nada mais que compreensível né!

    Abçs!

    ResponderExcluir
  5. Mari parceira,

    o país precisa de pessoas como você, guerreira e que queira fazer algo para mudar nossa história.

    To contigo, garota

    ResponderExcluir
  6. O País precisa de NÓS Rê.
    Juntas somos melhores ;)

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. é sampaio, vc tem razão. mas, de outro modo o 'cara' viveu lá e viu de perto. se vc pegar uma ideia qq e fazer uma interpretação 'a contrario sensu', sempre vai extrair dele oq realmente pretende. a realidade é que, não em um campo de prisioneiros, mas na própria sociedade, durante apenas 08 anos, vi muita gente se passando por aquilo que não era na verdade!
    é preciso cautela, concordo com vc, mas, como costumo dizer, os fatos são a face insofismável da verdade.
    abraços em todos.

    ResponderExcluir
  9. Desde o seu surgimento, as FARC são movidas por duas lógicas, consciente e inconsciente. As FARC, primeiramente, foram sendo recoberta por algumas nações que não conseguiu determinar ate hoje totalidade de seus atos. Esse jogo de forças sempre foi complicado para as pessoas entender. Foi preciso muito tempo, experiências e debate para a minha compreensão. Um dos mecanismos mais utilizados pelo ser humano para se livrar do Mal é a projeção de sentimentos ou figuras inexistentes, a fantasia. A atividade que sustenta a projeção é de ordem inconsciente, tal como todos os demais mecanismos de defesa. Odiar o vizinho, ou não aceitar uma tendência, ser invejoso, etc. poderiam forçar o psiquismo a projetar essas idéias e sentimentos em outras pessoas, personificando. Uma nação inteira pode ser tomada pelo histerismo de projetar numa só figura o Mal que, no fundo, é dela mesma. Mas, ela própria não se dá conta disso.

    ResponderExcluir
  10. Estava lendo seu post Mari, é o velho jogo do empurra-empurra né.
    Apesar da PF ter seus homens especializados, acho que não adianta muito né, já que para combater esse tipo de situação é preciso fiscalização em tmepo integral, e não somente quando a coisa fica feia.
    Não só em relação a contingente, mas às condições de trabalho como um todo, acredito que o exército está mais preparado pra tal.

    Quanto às informações, fico surpreso pelo que ele disse da Ingrid Betancourt e como o Artorius disse, seria surpresa, mas não é impossível né.

    ResponderExcluir
  11. Pois é Coxinha, o problema é bem esse mesmo. Esses debates envolvem muito mais que só a PF.

    O exercito, do ponto de vista tático, tem sim muito preparo. Mas a "jurisdição" é de ambos, salvadas as devidas proporções, claro. Além do mais, a FAB e o EB não estão muito melhores que a PF no quesito verba. Para se ter uma noção, o bolsa familia dos militares é de R$ 0,18 por mês. O buraco é muito mais embaixo.

    É como muito bem disse o Sampaio "Uma nação inteira pode ser tomada pelo histerismo de projetar numa só figura o Mal que, no fundo, é dela mesma. Mas, ela própria não se dá conta disso."

    abçs!

    ResponderExcluir