30 maio 2011

Ação integra PF e IBAMA contra desmatamento em MT


Equipes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força Nacional, Exército, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) e Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) ficarão instalados em Sinop por tempo indeterminado para o combate ao desmatamento ilegal na região Norte de Mato Grosso. Em entrevista coletiva, durante visita ao município, a ministra Izabella Teixeira, explicou a atuação de cada órgão na ação conjunta entre governo federal e estadual. "Estamos em uma ação integrada e articulada para coibir a ilegalidade. O governo do Estado ficará de informar a todos quais tem produção legal ou ilegal", explicou Teixeira.

De acordo com a ministra, a Polícia Federal vai trabalhar junto com os fiscais do Ibama e da Sema na investigação dos crimes ambientais e na averiguação das áreas embargadas. Também será de responsabilidade da PF juntamente com o Ibama a proteção as áreas federais. A Força Nacional atuará no trabalho de proteção e articulação das operações que forem necessárias.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) já está atuando nos principais eixos de escoamento do ilícito, bloqueando e apreendendo as cargas transportadas de forma irregular. Já os homens do Exército vão auxiliar no processo de logística e remoção dos materiais apreendidos no Estado. Nenhum tipo de material, desde máquinas, caminhões e madeira, ficarão em Mato Grosso. Assim que forem apreendidos serão levados para Brasília.

"Não podemos divulgar tempo de duração da operação e nem números de pessoas envolvidas, pois é uma operação sigilosa. É uma operação com várias etapas a serem desenvolvidas", ressaltou a ministra.

Já o ministro da Justiça, Eduardo Cardoso, explicou que os materiais apreendidos serão retirados do Estado e serão destinados a atividades do interesse público.

Fonte: Agro noticias - MT

Um comentário:

  1. é isso aí, tomara que seja uma mega operação e que consigam prender o maior numero de pessoas envolvidas

    bjo Mari!!!

    ResponderExcluir