18 novembro 2010

Mortos em Ação - Continuação

Um tiroteio entre policiais federais e supostos traficantes de drogas ocorrido na manhã desta quarta-feira deixou dois agentes mortos no rio Solimões, a 200 km de Manaus (AM). Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Federal (PF), a troca de tiros ocorreu por volta das 7h de Brasília (5h locais), no município de Amanã. Um terceiro policial federal foi ferido e encaminhado à capital amazonense em estado grave.
No início da manhã, a assessoria da Secretaria de Segurança do Estado chegou a informar que dois supostos traficantes teriam sido mortos. Mas o delegado Sérgio Fontes, que foi ao local coordenar o transporte dos corpos para Manaus, informou que não era possível determinar quantas pessoas teriam sido atingidas no barco durante o tiroteio.
Segundo a PF, participavam da operação oito agentes, quando se aproximaram da embarcação e foram recebidos a tiro. Os policiais informaram que conseguiram identificar pelo menos um armamento pesado que estava sendo usado pelos bandidos. Um fuzil de fabricação russa, o AK-47. Com os policiais atingidos, a equipe da PF resolveu partir para o município de Codajás. Os traficantes aproveitaram para aportar e desaparecer na mata.
Até o final da tarde, a PF havia informado que cerca de 50 policiais, entre federais, da polícia militar e civis, estavam envolvidos na busca aos homens que estavam no barco suspeito. "Em breve, nós teremos uma resposta legal, que esse caso merece. Se for possível, vamos prender (os traficantes) e entregar à Justiça", disse Sérgio Fontes.
Foram mortos na operação os agentes Mauro Lobo, que era lotado em Manaus, e Leonardo Matsunaga Iamaguti, que havia chegado a Tabatinga (AM) há quatro meses e estava em treinamento na região. O terceiro agente ferido, Charles Nascimento, foi trazido para Manaus, submetido a cirurgia e, segundo a PF, não corre perigo de morte.

5 comentários:

  1. É preciso amar as pessoas
    Como se não houvesse amanhã
    Por que se você parar
    Pra pensar
    Na verdade não há...

    (Legião Urbana)

    ResponderExcluir
  2. é lamentável mesmo...a PF e nós estamos de luto por esses bravos guerreiros.

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus, sinceramente...
    REVOLTA. REVOLTA EXTREMA.
    A foto que o colega postou no texto abaixo... Olha a embarcação que a federal usa...pelo amor de Deus...
    Um desrespeito, sinceramente. Governo inútil e ridículo este. Exige um concurso complicado, cheio de detalhes, fazendo com que se perca tempo em estudo e dedicação, para no momento em que os policiais fazem seu trabalho, terem de dispor de ferramentas com esta. Só de olhar esta embarcação me dá ódio, sinceramente. Descaso com estes policiais, descaso com a dignidade destes federais.
    Não me entendam mal. O concurso deve selecionar bem. Mas para que isso tudo? Gasta-se milhões na seleção e treinamento, para, por pura incompetência do Estado, perder o efetivo.
    De forma inútil, por descaso e falta de equipamentos básicos.
    As pessoas sempre falam de polícias estrangeiras, como se fossem o máximo. Eu sou mais a nossa. Quem leu o livro COT viu, que mesmo com a tecnologia de ponta, os agentes americanos dormiram na segurança do Bush. E os brazucas lá..., acesos.
    No entanto, a polícia de lá nos dá uma lição. Em segurança pública não se brinca. É preciso equipamentos de ponta sim. São milhões gastos nisso, mas milhões que geram resultado e polpam a vida dos policiais. Até um egoísta entende isso.
    "Vou investir nestes caras para que me deem um resultado melhor e..., para que eu não perca efetivo, já que gastei muito formando os mesmos".

    "Se for possível, vamos prender (os traficantes) e entregar à Justiça", disse Sérgio Fontes.
    Imagino a indignação que os federais estão sentindo!
    Prender?! Devem é matar estes animais. Corja de podridão inútil. Tem que eliminar esta raça nojenta, esta bandidagem asquerosa...
    "A ordem é matar federal". Eles que não se cuidem, pois aposto que a resposta será breve, fria e implacável.
    Todos os sentimentos às famílias destes policiais. Um recém formado...
    Poderia/ poderá ser um de nós amanhã.
    Outro com 14 anos de polícia. Que perda!
    Que estes governantes inúteis, "obesos" e bananas tomem vergonha na cara, e invistam no DPF.

    Força nacional para quê, sem nem o DPF estes incompetentes conseguem manter.
    Nada conra a FN, até apoio. Mas é aquilo, passarinho não come pedra porque sabe o #fR@1 que tem.

    Nada mais a dizer.
    Sem hipocrisia alguma: LUTO.

    ResponderExcluir
  4. Boa recuperação ao APF Charles.

    Os vagabundos estão com armamento de guerra nas fronteiras,além de a quadilha parece que era composta por brasileiros,bolivianos e colombianos. Se isto for verdade é questão de segurança nacional,imagina um estrangeiro,portando armamento de guerra,entra em território brasileiro e mata policiais federais.

    O que mais precisa acontecer para melhorar as bases da PF na Amazônia? Não adianta construir uma casinha de madeira e colocar barquinhos e falar que é base.

    Pelo amor de DEUS.

    ResponderExcluir
  5. "Em breve, nós teremos uma resposta legal, que esse caso merece. Se for possível, vamos prender (os traficantes) e entregar à Justiça".

    Difícil hein esses filhos da p... se entregarem para ir á justiça. Ou voltam no saco preto ou deixem para as piranhas e jacarés no rio.

    ResponderExcluir