06 outubro 2010

Dendrologia

Um grupo de 19 peritos da Polícia Federal recebeu treinamento do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), em Brasília, para aprender a identificar madeiras usando um software especializado.
O curso já era oferecido a agentes de órgãos governamentais estaduais, mas é a primeira vez que é realizado com policiais federais. Os agentes vêm de cinco estados da Região Norte e do Distrito Federal, informa o SFB.
O desconhecimento das variedades de madeira atrapalha as ações de fiscalização, já que o agente não consegue verificar cargas de madeira e comparando-as ao que está descrito nas guias de transporte. O processo de identificação é importante porque uma forma comum de fraude é a extração de um tipo de madeira usando documentação de outra espécie.
No curso para os peritos da PF, foi usado um software gratuito desenvolvido pelos pesquisadores do Laboratório de Produtos Florestais (LPF) do próprio SFB, que informa 60 características diferentes, como cor, cheiro, aneis de crescimento e porosidade de 158 espécies vendidas no país, incluindo aquelas ameaçadas de extinção. 

Fonte: Olhar Direto

Nenhum comentário:

Postar um comentário