13 outubro 2010

Fica a dica...


Dessa vez não vou escrever muito, vou passar a palavra (ou escrita rsrs) aos mestres no assunto.

A primeira Dica é uma entrevista excusiva com o Professor de Direito Penal, Procurador de Justiça do Estado de Minas Gerais e autor do livro "Atividade Policial" Rogério Greco. Post no Blog Perseguindo um Sonho do futuro APF Eduardo Costa.

A segunda dica é o post O Silêncio Vale Ouro que aborda a discussão em torno das munições de ponta oca no Blog Sobrevivencia Policial  do APF e Professor de Armamento e Tiro Humberto Wendling.

Palavras de ordem para ambos os posts: 
Rico ou pobre, bandido bom é algemado ou morto. 

Direitos Humanos não gostou... LEVA PRA CASA!

Direitos Humanos são para Humanos Direitos!

8 comentários:

  1. A entrevista com o Greco e o post do APF Humberto são boas dicas de leitura mesmo.

    Já sobre bandido vou complementar sua frase: Bandido bom é algemado ou morto; e enterrado de pé para não ocupar muito espaço.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. É isso ai Bruno. Como Já dizia Lampião, "Homem que é homem tem que ser enterrado de pé". Nesse caso, lei-se bandido que é bandido, afinal era exatamente isso que ele era.

    Abç!

    ResponderExcluir
  3. "O silêncio vale ouro".

    Você deveria seguir a velha máxima e parar de escrever tanta besteira.

    ResponderExcluir
  4. Ops! Alguem que gosta de bandidos por aqui.
    Ta no lugar errado colega.
    Se considera o que escrevo besteira, sugiro que não se esconda mais atrás do anonimato e defenda o seu ponto de vista, ao invés de apenas criticar.

    Lembre-se que é você quem visita o Blog, não o contrário.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo: mostra a cara e o nome antes de escrever tanta besteira. Ou você é bandido ou é defensor de bandido. De que lado você está?

    ResponderExcluir
  6. Mari, obrigadão pela divulgação! Beijos!

    E quanto ao anônimo, só considero digno de atenção quem tem a dignidade de se identificar, então...

    ResponderExcluir
  7. Não é questão de defender bandido, querida. É que na VIDA REAL as coisas são bem diferentes.

    Quando você ingressar na carreira policial, se você ingressar, verá que esse ímpeto de justiceiro há de ser contido, controlado, afinal, a corda sempre arrebenta pelo lado mais fraco e, certamente, o lado mais fraco é o policial.

    Matar ou morrer, servir e proteger é muito bonito em filmes...

    ResponderExcluir
  8. Agora sim vc fez valer sua crítica, apesar de permanecer anônima. Criticas desde que bem elaboradas e com fundamento sempre são bem vindas.
    Sei da realidade policial muito melhor do imagina, sei também que novinho na linha de frente, muitas vezes mais atrapalha do que ajuda.
    O que você não entendeu sobre a minha colocação é que bandido nunca é bom o suficiente para nos dar opção de render ou sair sem combate.Se você for da policia, como deixa transparecer, sabe que eles sempre que puderem vão tentar te atacar de algum modo. O "bom" nesse contexto é o contrário de mau.
    Rico ou pobre, bandido só é bom (comportado, não assassino) se estiver algemado ou morto. Logo, não tenho paciência para discurso de direitos humanos que diz que a policia não pode atirar pra se defender.
    Sei que não é assim que a VIDA REAL funciona e nem que essa é a postura que a instituição espera dos policiais, mas que frita ver a justiça sempre do lado do bandido, isso vc tem que admitir que acontece.

    ResponderExcluir